Naturalmente interdisciplinar

Publicado em 30/04/13

No primeiro bimestre, os professores dos 6.os anos descobriram, em um livro utilizado inicialmente na disciplina de Português, uma oportunidade para exercitar, no dia a dia dos alunos, um tema sempre presente no cenário educacional: a interdisciplinaridade. O livro, intitulado “De Quanta Terra Precisa o Homem”, de Liev Tolstói, conta uma história em que momentos de razão e de delírio se alternam no coração do protagonista, que só pensa em alcançar sua aspiração: obter mais terras, não importando a que custo.

Professora Marlene Pissolito

Professora Marlene Pissolito


“Tentando descobrir como poderíamos trabalhar a interdisciplinaridade, em uma reunião no
ano passado, mencionei que já usávamos este livro com os alunos em Português, e logo cada
um foi notando uma forma diferente de abordagem pra ele nas diferentes matérias”, conta
Marlene Pissolito, professora de Português. Nesse contexto, todas as matérias, de Ciências à
História e Geografia, conseguiram encontrar um ponto de contato com os temas e conceitos
trazidos pelo livro.
“Em Matemática, trabalhamos a parte métrica mencionada na história; o livro conta muito de
terras, perímetros e extensões, então aproveitamos o tema para introduzir aos alunos esses
conceitos”, explicou a professora da área, Inês Vilhena. Até em Educação Física os alunos
puderam ver com os olhos do livro trabalhado temas como os limites do corpo e os malefícios
da exaustão excessiva ao mesmo.
No geral, os professores comentaram ainda o quão produtivas foram as discussões em aula e
o quão impressionados ficaram com algumas abordagens e temas levantados durante estas.
“O trabalho parecia até já estar feito”, brincou Marlene; explicou: “ uma das maiores
dificuldades do trabalho interdisciplinar é conseguir trazer um material que abranja todas as
matérias dessa forma natural. A interdisciplinaridade não pode ser forçada”.
A preocupação em tratar assuntos de forma interdisciplinar está nas raízes da proposta
educativa do Band. Desde o início do ano foi criado o Grupo Interdisciplinaridade, que se reúne
para discussões e debates a respeito. “A nossa proposta é definir bem o que é a
interdisciplinaridade e levantar algumas ações para introduzi-las ainda mais no dia a dia
do aluno”, explica Maria Estela Zanini, professora e coordenadora da disciplina de CPG.

Temas relacionados: ,
Compartilhe por aí!
Use suas redes para contar o quanto a Band é legal!

mais de Convivência

O “Doc B” continua em 2018!

Publicado em 25/04/18

Comunicado

Publicado em 23/02/18