O papel dos líderes na História

Publicado em 31/08/11

Após vencer os terríveis nazistas em Berlim, em uma batalha de (apenas) quatro horas de duração no “Battlefield 1942”, o Vithor da 3B3 (também conhecido como Pônei) conseguiu inspiração* para fazer  uma reflexão que eu achei bem aporpriada.

“Ao se refletirmos sobre a importância dos grandes líderes na História, deve-se levar em conta personalidades como Napoleão, Martin Luther King ,Gandhi, Hitler, Nelson Mandela e, até mesmo, no próprio Lula. Pode-se concluir que todos eles tinham algo em comum: o poder da oratória. Levando em conta todo o contexto histórico em que se inseriram essas grandes personalidades, é possível afirmar que todas elas traziam ao povo a segurança em seus discursos. Segurança ao que se refere de lutar por algo. Por exemplo: Martin Luther King, ao presentear a humanidade com o discurso “I have a dream”, não só defendeu os direitos dos negros, a igualdade entre as “raças” e tudo mais, mas também deixou claro, a todo negro que se sentia intimidado pelo tratamento recebido por parte dos brancos, que ele não estava sozinho na luta por um mundo mais justo. Até mesmo Hitler, que mais do que um fascista imoral, foi um tirano com seu próprio povo “Ariano”,  fez grande parte da Alemanha renunciar aos seus direitos e achar que aquilo que ele fazia era o melhor para todos. Querendo ou não, convencer toda uma nação de que dar sua vida por um ideal furado como o Nazismo, não é tarefa fácil… Mas os alemães tinham segurança no discurso daquele homem. Ou seja, certo ou errado, o povo sempre procura em seus líderes a segurança de que tudo pode ser melhor. Então cabe a pergunta, até quando isso pode ser saudável para a humanidade? Será que sempre irão surgir Mandelas, Kings  e Gandhis? Ou estão por vir outros Hitlers ou Mussolinis?”

(*Bem, em verdade a inspiração do Vithor partiu da aula que tivemos sobre a luta dos negros nos Estados Unidos por seus  direitos civis , o que me deixa com uma agradável sensação de dever cumprido.)

Compartilhe por aí!
Use suas redes para contar o quanto a Band é legal!