Concurso de Logos para o Festival STEAM

Publicado em 20/10/20

Desde 2018, é promovido um concurso de logos entre os alunos da 2.a série na disciplina de STEAM. O logo vencedor é destinado a estampar a identidade visual do Festival STEAM, aparecendo em toda a divulgação do evento e nos pôsteres dos alunos. A participação é totalmente opcional, já que o Festival é um evento feito pelos alunos para os alunos. 

Mariane Cavalheiro, professora de Artes e STEAM, fala um pouco sobre o processo de criação dos logos, bem como o funcionamento do segundo semestre da disciplina. “Desde que surgiu o Festival, nós vimos a necessidade de trazer à sala de aula o concurso de logos, para podermos fazer a identidade visual do evento, além de estimular essa faceta dos alunos. Poderíamos trazer algum profissional de fora, mas decidimos lançar esse desafio aos alunos”, comenta.

Ela conta que o concurso foi um sucesso, vários alunos enviaram seus logos. “Ao longo dos anos, o projeto foi crescendo e fomos incrementando outras tecnologias. No começo, eram desenhos mais elaborados com lápis apenas, depois, foram sendo desenvolvidos com aquarela e tinta e esse ano o concurso foi feito de forma digital, utilizando-se de vários programas e ferramentas muito bem diagramados”, afirma.

Sobre essa edição do concurso, ela comenta que os logos trazem o tema atual da pandemia e do distanciamento associado à distância entre a Terra e Marte, e o vencedor carrega todo um significado nesse sentido. “É importante valorizar o tipo de desenho e de traço dos alunos, fazendo-os perceber a transformação da ilustração em logo. A inserção do aluno nesse contexto é essencial e tivemos 12 logos participantes, demonstrando o sucesso da atividade.”, aponta Mariane.

O aluno que produziu o logo vencedor, Kenzo Fujiwara, conta que queria fazer algo que representasse o objetivo do festival esse ano,  exploração espacial com ênfase na colonização de Marte, sem ter muitas metáforas ou simbolismos na imagem, criando algo mais direto. “De simbolismo, só há o fato da posição de Marte na imagem que pode fazer referência ao dia 13 de outubro desse ano, em que era possível observar Marte a olho nú ao lado da Lua”, explica.

Sobre a elaboração, ele comenta: “Acho que os formatos e as cores ajudaram bastante a direcionar o olhar do visualizador para o planeta sem cansar a vista, com cores mais tênues do produto original e um certo equilíbrio na composição. Participar do projeto foi divertido, exercitei muito minha criatividade. Acredito que meu logo consegue representar bem o tema do Festival sem precisar ponderar muito e, ao mesmo tempo, ser agradável de olhar.”.

O coordenador de Ciências, STEM e STEAM, Renato Villar, conta que a ideia é estimular os alunos que tenham essa habilidades e valorizá-los. “Queremos que o aluno participe ao máximo de todas as etapas do festival STEAM, por isso a participação é totalmente opcional. A maioria dos trabalhos vem individual, mas nada impede que eles criem em grupos”, explica.

Confira todos os logos aqui

 

Temas relacionados: ,
Compartilhe por aí!
Use suas redes para contar o quanto o Band é legal!

mais de STEAM