II Seminário Científico e Mostra on-line de Ciências

Publicado em 16/11/20

No dia 07 de novembro, aconteceram dois eventos científicos no Band simultaneamente, das 8h30 às 11h30, totalizando cerca de 900 acessos. A Mostra on-line de Ciências foi destinada aos alunos do 6.o ao 9.o ano do Ensino Fundamental e dividiu-se em duas salas do Zoom, com cerca de 200 visualizações cada, variando entre alunos, pais, familiares e professores. Já o Seminário foi palco das apresentações dos alunos da 2.a série do Ensino Médio e dividiu-se em 4 salas, cada uma com 4 trabalhos, um professor anfitrião do Band e dois professores universitários que avaliaram os projetos. 


“Foi um momento de compartilhamento dos trabalhos produzidos ao longo do ano. Os professores introduziram o tema, mas os alunos foram protagonistas nesse evento. Eles puderam mostrar seus trabalhos e contar o que aprenderam. As famílias interagiram muito no chat com perguntas e elogios. Foi muito bacana ver como os alunos colocaram em prática seus aprendizados e comunicaram suas ideias e pesquisas”, comenta a coordenadora de Ciências, STEAM e STEM Mariana Lorenzin, a respeito da Mostra on-line de Ciências.

O trabalho apresentado pelo 6.o ano foi o “Cientista do Futuro”, um projeto em que os alunos refletem sobre problemas relacionados à água, como desperdício, poluição, chuva ácida outros, realizando uma investigação científica que visa propor uma possível solução. Já o 7.o ano teve como proposta o projeto “Construção de uma Máquina Simples”, em que, a partir de observações no cotidiano, os alunos construíram uma máquina com os itens que possuíam em casa.


Os trabalhos do 8.o ano, de tema “Uma Viagem Sobre o Corpo Humano”, abordaram o sistema digestório, em que os alunos fizeram uma análise nutricional de suas refeições, e o sistema respiratório, em que foi realizada uma coleta de dados do volume da caixa torácica na inspiração e na expiração, em parceria com a disciplina de Educação Física. O 9.o ano apresentou o “Projeto Evolução”, em que os alunos demonstraram os princípios da seleção natural a partir de uma simulação da viagem de Darwin.


Sobre esse evento, a professora de Ciências Giovana Alvarenga comenta: “Foi uma manhã muito especial. Esse ano foi muito desafiador para todos e é muito gratificante compartilhar um pouco de tudo o que foi feito nesse período. Foi possível ver que os alunos estavam muito interessados nos assuntos trabalhados, cada um com seu jeito. Eles tiveram uma postura excelente. Não ficaram nervosos e responderam às perguntas com muita propriedade.”.


“Esse evento foi, para mim, uma demonstração de como os professores de Ciências e de outras matérias tornaram possível a nossa adaptação no ensino a distância. Além disso, fazer projetos como ‘O Prato do Dia’ e ‘Medindo sua Caixa Torácica’, trouxe exemplos práticos dos nossos estudos do oitavo ano. Eu me senti lisonjeado por ter a chance de participar dessa Mostra de Ciências virtual, porque, por meio dela, pude expressar meu aprendizado no curso de ciências no oitavo ano!”, conta João Barassal, do 8.o ano.

O II Seminário Científico consistiu na apresentação dos 16 trabalhos mais bem avaliados do Festival STEAM, cujo tema era Exploração Espacial e seus desdobramentos na qualidade de vida na Terra, para uma banca de professores universitários da USP, UNICAMP, Universidade Federal Fluminense, Universidade Federal de Santa Maria, entre outras. Os alunos apresentaram seus trabalhos e depois foram arguídos pela banca, além de receber dicas e possibilidades de melhoria nos projetos. “Foi uma experiência muito rica e muito próxima da apresentação de congressos, em que os alunos puderam mostrar o desenvolvimento dos projetos e suas aprendizagens na disciplina de STEAM esse ano”, explica Mariana Lorenzin.


A professora de Química e STEAM Carolina Zambrana, que acompanhou o encontro no Seminário, afirma que os resultados a deixaram muito feliz: “Os trabalhos foram muito bons, deu para perceber o comprometimento dos integrantes dos grupos com os projetos. Quando os alunos se apropriam do projeto, o processo se torna prazeroso e muito recompensador. Eles tiveram muita prontidão para responder às perguntas dos jurados e ouviram as colocações com atenção.”.

“Acredito que aquele sábado foi bem especial para todos que acompanharam o seminário, foi um momento de muita troca de conhecimento. É muito bom poder acompanhar o desenvolvimento deles e ver como, mesmo em um ano atípico, eles conseguiram se reinventar e fazer os experimentos, utilizando os recursos que tinham disponíveis em casa.”, finaliza a professora.

Julia Krausz, aluna da 2.a série, fez o projeto Biotecido de Kombucha para uma Moda Sustentável. “O projeto baseou-se em um estudo sobre os impactos da indústria da moda, que é responsável por 10% das emissões do carbono, bem como por muito desperdício de água. A parte mais legal é que tivemos a chance de ver como é ser avaliado por professores que estão acostumados com trabalhos universitários. Foi um grande desafio responder todas as perguntas e rendeu um grande aprendizado. O único ponto negativo foi que não dava para sentir a textura do tecido, mas tive a presença de familiares que não conseguiriam assistir presencialmente”, afirma.


Para encerrar a manhã, todos foram convidados para um Webinar com a professora doutora Ana Arnt, da UNICAMP. Ela falou sobre as fake news e o conhecimento científico. “Em uma fala precisa e bastante atual, a professora Ana abordou a produção de notícias falsas e de desinformação e como a ciência e as ações individuais podem combater isso. Tivemos muitas dúvidas e foi um debate muito enriquecedor”, comenta Mariana.

Temas relacionados:
Compartilhe por aí!
Use suas redes para contar o quanto o Band é legal!

mais de STEAM