Beinprosone 2020: O Mundo Pós-Pandemia

Publicado em 03/09/20

O projeto Beinprosone (Being Innovative and Producing Something New) teve sua 6.a edição neste ano e teve como tema central o mundo pós-pandemia. Devido às atuais circunstâncias impostas pela COVID-19, o evento adaptou-se inteiramente ao formato digital. Assim, todas as etapas ocorreram  por meio dos aplicativos Zoom e Discord.


Na quinta feira, 27/08, ocorreu a abertura da edição pelo Zoom. Primeiro, o especialista em Inovação Paulo Schor e o coordenador de Química Ricardo Almeida contaram a história do Beinprosone. Depois, os participantes descobriram o tema “mundo pós-pandemia” e os seus respectivos grupos, contendo alunos de todos os anos do Ensino Médio
. Os subtemas foram cultura, economia, educação, meio ambiente, saúde e transporte, e cada grupo pôde escolher sua área. 

Na sexta feira, 28/08, o empresário Alberto Pfeifer fez uma palestra com os participantes pelo Zoom, para ajudá-los a compreender os desafios do mundo pós-pandemia. Segundo o professor de Química Franco Ramunno, que acompanhou os alunos na elaboração dos projetos, o diálogo contribuiu muito para que os participantes tivessem ideias.

O desenvolvimento dos trabalhos ocorreu durante o sábado e o domingo e contou com o suporte de Franco, que lhes deu dicas e participou de algumas conversas. O processo contou com um Brainstorming, pesquisas e gincanas em plataformas como Gartic e Kahoot.

Quanto aos projetos finais, variaram desde a criação de uma plataforma voltada ao comércio local, até a estruturação de uma parceria com companhias de delivery que visa o consumo consciente de embalagens. Além de projetos econômicos e ecológicos, a cultura e a educação também ficaram em foco com um protótipo de realidade virtual que permitia o contato com artistas de rua e um projeto de auxílio ao ensino público, respectivamente. “Ficamos muito surpresos com os resultados, estavam em um nível muito acima do esperado. Havia uma preocupação em torno da execução on-line dos projetos, mas funcionou super bem”, comenta Franco.

Na segunda feira, 31/08, ocorreram as apresentações. Os grupos exibiram os trabalhos para a bancada de jurados, que avaliou cada um deles em cinco critérios: apresentação, inovação, sustentabilidade, acessibilidade e viabilidade. Em seguida, o encerramento, quando foi anunciado qual grupo ganhou cada categoria.

“Eu gostei muito dessa edição, achei que deu muito certo. Nós da coordenação tivemos que reinventar o evento todo, a duração, o funcionamento, a divulgação e as funções dos participantes. O nosso esforço valeu a pena e nós conseguimos realizar o evento no ambiente virtual, sem ter nenhum grande problema relacionado à organização e ao funcionamento.”, conta Matias Asquino, aluno da 2.a série e um dos organizadores do Beinprosone.

A aluna Isadora Sales, da 2.a série, atuou como participante e comenta suas impressões: “O tema foi super pertinente e todos os grupos trabalharam bastante, trazendo ideias diversas e inovadoras. Apesar do novo formato, acho que todos os participantes gostaram muito e conseguimos aprender ferramentas novas, como o Discord, no meu caso.”

Temas relacionados:
Compartilhe por aí!
Use suas redes para contar o quanto o Band é legal!