Do Band a Harvard: Nevasca em outubro

Publicado em 04/11/20

Oi, querido leitor,

espero que você esteja bem! Hoje, quero compartilhar um evento inesperado: uma tempestade de neve em outubro! A previsão da última sexta-feira, 30/10, era de que nevasse e chovesse um pouco, mas fomos surpreendidos com um dia inteiro de neve. No total, foram 3,5 polegadas de neve, um recorde para um único dia de outubro desde que se há registros (desde 1872, ou seja, quase 150 anos!).

 

A neve tomou conta de tudo em menos de um dia!

As folhas das árvores ainda não terminaram de cair.

É muito intrigante pensar em como as novidades sempre nos fascinam e como tudo pode mudar literalmente da noite para o dia. Eu acho que o novo e o inesperado são imprescindíveis à vida e a tornam muito interessante. Por isso, tento estar sempre aberto e atento às surpresas e oportunidades que eventualmente surgem. Isso tem me trazido muitos aprendizados, muitas boas memórias e novas amizades.
Pensar nisso também me lembra de como é fundamental para mim estar me sentindo bem comigo mesmo e como é importante cuidar do meu próprio bem estar. Muitas vezes me sinto cansado ou desmotivado e acabo caindo na rotina, fazendo o que tem que ser feito meramente por fazer. Não gosto de estar assim e, por isso, tenho sempre tentado manter um “estado basal” em que eu me sinta bem e que a minha rotina – é quase impossível fugir dela! – não seja algo pesado. Isso não quer dizer que faço apenas o que é prazeroso para mim, porque não se chega a lugar algum só fazendo o que se quer. O que quero dizer é que estar bem comigo mesmo me ajuda a fazer o que tem que ser feito, mesmo tratando-se de tarefas chatas ou apenas trabalhosas. 

Meu bem estar é muito relacionado à prática regular de atividades físicas (correr, ir pra academia, fazer trilhas, etc), manutenção de um círculo social (amigos, família e colegas) e a boas noites de sono (com certeza a parte mais difícil para mim). Acredito que ter autoconhecimento é muito importante para saber o que é essencial para si. Estar me sentindo bem torna o ordinário e repetitivo muito mais suportável e me deixa desperto para aproveitar o novo e inesperado. É um privilégio imensurável poder dedicar uma parte significativa do meu tempo ao meu bem-estar, mas também é, de certa forma, uma escolha minha. Alguns de nós podem fazer essa escolha e te encorajo muito a fazê-la! Construir e manter sua plataforma pode te projetar a lugares inimagináveis e te deixar pronto para agarrar oportunidades que não eram esperadas. Bom, fica o encorajamento a se conhecer melhor e tentar se sentir bem consigo mesmo. Espero que a vida te traga várias boas surpresas! Até a próxima!

É um sonho estar vivendo tudo isso. Buscar ativamente me manter bem tem me ajudado a aproveitar muito esses quase 10 meses de experiência internacional.

Lucas Umesaki se formou no Colégio Bandeirantes em 2015 e desde 2017 é aluno da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo. Neste ano, tem o privilégio de vivenciar um dos principais centros de pesquisa do mundo em um programa de intercâmbio. Atualmente é Research Trainee no Brigham and Women’s Hospital, um dos hospitais filiados a Harvard Medical School.

 

Temas relacionados:
Compartilhe por aí!
Use suas redes para contar o quanto o Band é legal!