Do Band a Harvard: a importância de rodear-se de exemplos

Publicado em 26/11/20

Querido leitor,

espero que você esteja bem! Hoje quero falar sobre algo que considero muito importante para minha rotina e para alcançar o que coloco como metas: estar cercado de bons exemplos. Ter pessoas como referência no meu dia a dia é muito importante para me manter motivado, já que assim sei que há outros que estão no mesmo barco que eu, tornando a rotina menos pesada. Lembro de quando estava prestando vestibular. Ter meus amigos por perto estudando tornava as horas de estudo muito mais toleráveis. Mesmo que não estivéssemos estudando a mesma coisa, só de ter pessoas ali que estavam fazendo a mesma coisa que eu, com o mesmo objetivo, já tornava a minha rotina muito mais leve. É a mesma coisa para a faculdade ou até para o meu grupo de pesquisa aqui: ver meus colegas se esforçando e gastando horas para aprender e descobrir novas coisas faz com que me sinta muito mais confortável. Se ele está fazendo isso, por que eu não posso fazer também? Se ela está passando por isso, por que eu não conseguiria também?


Além disso, ter pessoas que estão um pouco a frente de mim como referência é muito bom, por duas razões. A primeira é saber que eu também posso chegar na posição em que determinada pessoa está, seja uma vaga na faculdade dos sonhos, uma posição acadêmica ou até mesmo ter experiência internacional. Ainda lembro quando olhava o caderninho de aprovações do Band e via alunos que se formaram no Band e entraram na FMUSP – alguns são até meus amigos hoje em dia! – ou quando eu lia o blog que hoje escrevo, e me imaginava vivendo a experiência internacional que estou vivendo.

Hoje, olho para as pessoas da minha faculdade que são médicos de destaque, tanto no Brasil quanto aqui nos EUA, e me imagino um dia estar onde eles estão. Para mim, acompanhar profissionais que passaram por onde estou é uma abertura de horizontes e tem sido muito valioso. Espero que, com o pouco que pude compartilhar da minha vida e das minhas ideias com você durante esse ano, possa ter te inspirado, motivado, ou feito pensar em coisas novas!

Além do fato de poder sonhar com coisas novas, ter essas referências me ajuda a descobrir vários caminhos que posso traçar para alcançar meus sonhos. É o “caminho das pedras”. É muito mais fácil percorrer caminhos já traçados antes, mas nem por isso deixa de ser desafiador e de ser uma experiência que, no final, é única para você. Eu acredito que não se trate de seguir um roteiro ou preencher um checklist, mas sim se inspirar a partir da história dos outros e dar valor à experiência de quem já passou por esse processo.

Acho muito importante procurar exemplos e referências no dia a dia. Uma das melhores partes de ter pessoas que eu admire e me inspire é fazer e reforçar amizades. Há poucas coisas melhores do que ter amigos que você respeite e admire. 

Espero que eu possa ter contribuído de alguma forma para a sua vida. Até a próxima!

Lucas Umesaki se formou no Colégio Bandeirantes em 2015 e desde 2017 é aluno da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo. Neste ano, teve o privilégio de vivenciar um dos principais centros de pesquisa do mundo em um programa de intercâmbio. Atualmente é Research Trainee no Brigham and Women’s Hospital, um dos hospitais filiados a Harvard Medical School.

Temas relacionados:
Compartilhe por aí!
Use suas redes para contar o quanto o Band é legal!