Conclusão de MBA: Guilherme Marcondes de Salles Aguiar

Publicado em 31/03/21

Guilherme Marcondes de Salles Aguiar, Gerente de Desenvolvimento Humano e Operações do Band, concluiu, este mês, seu Executive MBA na Fundação Dom Cabral. Formado no Colégio em 1999, Guilherme cursou Administração, mas sua paixão sempre foi o Esporte, em especial o hipismo, área com a qual logo iria trabalhar.


No Esporte, ele se tornou profissional e participou de diversas competições, inclusive, fora do Brasil. Além disso, deu início a uma trajetória de empreendedorismo, montando duas escolas de equitação. “Eu competia, comercializava cavalos, dava aulas particulares e fui proprietário de duas escolas de equitação, uma em Cotia, no Haras Buona Fortuna, e outra dentro do complexo Serra Azul, em Jundiaí.”, explica.


Após sofrer uma grave lesão no joelho e ficar impossibilitado de competir em alto nível, Guilherme continuou a trabalhar com equitação, implementando um projeto de utilizar o cavalo como meio para buscar o desenvolvimento humano, em parceria com o Colégio Etapa de Valinhos: “Foi isso que me reconectou à Educação. Assim, decidi cursar Educação Física e recebi a proposta de trabalhar no Band como estagiário, com grandes chances de desenvolvimento profissional, afinal, o Colégio sempre investiu na formação de seus colaboradores. Foi uma oportunidade para começar a trabalhar em uma escola que faz parte da minha vida.”, conta. 

No Band, Guilherme estagiou por 3 anos, de 2014 a 2016, ano em que se graduou como professor de Educação Física pela FMU. Em 2017, foi efetivado e passou a atuar no Colégio como professor da disciplina. “Não posso deixar de citar a excelência da equipe de Educação Física e Esporte do Band, que me proporcionou grandes oportunidades de desenvolvimento para me tornar realmente um educador e foi parceira em todos os projetos desenvolvidos. Então, eu pensei em como poderia agregar valor a um time tão bom.”, afirma.

A partir desse questionamento, Guilherme atuou buscando patrocínios para o departamento e desenvolvendo projetos para o Colégio, com destaque para a parceria que viabilizou o uniforme da Adidas, a instalação do Telão de Led no ginásio, a transmissão ao vivo dos torneios InterBand e o projeto do aluno-repórter na Feira de Ciências, que teve transmissão ao vivo para a reunião de pais e para toda a comunidade Band, enfatizando a importância do protagonismo do aluno.

Em 2018, Guilherme teve a oportunidade de participar de um programa de formação executiva da Fundação Dom Cabral chamado STC – Skills, Tools and Competences. O programa é oferecido em parceria com a Kellogg, escola de Negócios da Universidade de Northwestern, nos Estados Unidos. “O programa é composto por uma semana de extrema imersão aqui no Brasil, na Fundação Dom Cabral, e depois mais duas semanas em Kellogg.”, detalha.

No ano seguinte, o professor começou a cursar o MBA Executivo. “Eu comecei meu MBA em 2019 e finalizei em março deste ano. Foi uma experiência transformadora.”. A Fundação Dom Cabral é considerada a nona escola de Negócios do mundo segundo ranking do Financial Times em 2020: “A qualidade das aulas, dos participantes, de todas as trocas que tivemos, além da diversidade de conteúdos, já que não é um MBA focado somente em Finanças ou Marketing, colabora para ampliar a perspectiva e desenvolvimento pessoal.”.


“Estudamos Liderança, Finanças, Marketing, Design Organizacional, Micro e Macroeconomia, Integrating Business, Liderança Feminina, Estratégia Empresarial, Governança Corporativa, entre outras disciplinas. Tudo isso com diversas estratégias de aprendizagem para fixar e aprofundar tais conteúdos.”, explica Guilherme.


Ele afirma, ainda, que é um curso de dois anos, organizado em 7 módulos, que traz a metodologia do ensino híbrido. Para cada um dos módulos, são 3 meses de ensino remoto e uma semana presencial na Fundação Dom Cabral em Minas Gerais. “São diversas atividades e interações, principalmente em grupo, além de muitas leituras e entregas. O curso tem como objetivo preparar o participante para se tornar um líder visionário, com propósito, com foco em resultados e inspirador, sendo a confiança um valor transversal a todas as disciplinas e objetivos do curso.”, conta Guilherme.


Nesse período, o professor coordenou o processo de integração do Band com o Hospital Sírio-Libanês. “Nós integramos o Ambulatório, a Orientação Educacional e o Hospital. O Band tem uma Diretoria de Convivência, dentro da qual está o Ambulatório e a Orientação Educacional, e o meu papel foi integrar essas áreas promovendo uma experiência melhor para o aluno. No caso da pandemia, o aluno ou família que ligar para o Colégio comunicando algum sintoma ou resultado de exame será direcionado para uma triagem no ambulatório e acompanhado pela orientadora da série. O grande desafio foi desenhar um processo eficiente que atendesse a um universo de cerca de 2650 alunos e mais de 300 colaboradores”, explica.

Guilherme finaliza: “O EMBA me provocou muitas reflexões, ampliando minha capacidade de autodesenvolvimento e aprimorando as habilidades de relações interpessoais. Um grande líder não é um resolvedor de problemas, mas sim um formador de pessoas.”.

A partir de agora, Guilherme Aguiar assume a posição de Gerente de Desenvolvimento Humano e Operações (GDHO), estando ligado diretamente à Diretoria de Operações. Trata-se de uma função que terá grande interação com os mais diversos departamentos da instituição, sempre dentro de uma visão de melhoria de processos e da atuação em diferentes projetos de desenvolvimento organizacional.

Temas relacionados:
Compartilhe por aí!
Use suas redes para contar o quanto o Band é legal!