Eu Fiz Band: Gabriel Fabri

Publicado em 01/06/20

“Acho que uma das minhas características que mais valorizo é a persistência e eu a conquistei por causa do Band.”

Gabriel Fabri traçou sua vida profissional por meio da persistência. Entrou no Band em 2009 e saiu ao final de 2011, tendo passado o Ensino Médio no Colégio. Foi aqui que ele começou a criar suas próprias oportunidades para o rumo que seguiu.

Na 3.a série, na aula de Laboratório de Redação, hoje chamada de Estudos Linguísticos 3, Gabriel participou de uma oficina de crítica de cinema. Nesta aula, ele percebeu que o tema o interessava e decidiu investir nisso, criando o blog de cinema “Pop with Popcorn” (https://popwithpopcorn.com.br/), com a intenção principal de treinar a escrita. Mas o projeto cresceu e existe até hoje, sendo uma das maiores fontes de dedicação e orgulho de Gabriel. Seu blog fora tão bem reconhecido que foi mencionado no livro Idade Mídia: a Comunicação Reinventada na Escola, de Alexandre Sayad, que na época era professor do Band. 

Seu engajamento na área não parou por aí. Saindo do Band, Gabriel cursou jornalismo na Faculdade Cásper Líbero. Durante o curso, ele escreveu para o site de Cultura da instituição e, com isso, cobriu uma sessão de cinema para a imprensa e participou de uma coletiva de imprensa com um diretor de cinema brasileiro. 

No 1.o e no 3.o ano da Faculdade, ele participou do programa “Jornalismo sem Fronteiras” e foi para Buenos Aires e para Brasília para fazer reportagem. “É uma experiência incrível para um estudante de Jornalismo.”

Ainda na faculdade, Gabriel conseguiu um estágio na assessoria de imprensa da Secretaria de Cultura do Estado de São Paulo, onde foi efetivado e trabalha até hoje. 

Como Trabalho de Conclusão de Curso, Gabriel não poderia ter fugido de sua área: ele escreveu um livro reportagem com perfis de críticos de cinema, falando sobre esta profissão de uma maneira descontraída. O livro se chama Cinema para toda a vida: A trajetória de seis críticos de cinema brasileiros e pode ser encontrado clicando aqui.

Este ano, Gabriel transformou sua paixão pelo cinema em outra obra: o livro Fora do Comum – Os Melhores Filmes Estranhos, com resenhas sobre filmes que saem do padrão de narrativa do qual estamos acostumados. Para ler, basta clicar aqui.

Com projetos e livros, Gabriel vai trabalhando com sua paixão: o cinema e a arte. Ele reconhece a influência do Band em suas conquistas: “Se as coisas estão dando errado, eu tenho que continuar tentando. O Band me ensinou a correr atrás do que quero.”

Temas relacionados:
Compartilhe por aí!
Use suas redes para contar o quanto o Band é legal!

mais de Eu fiz Band