O que são os Grupos de Apoio: conheça a nova iniciativa dos 6.os e 7.os anos

Publicado em 20/05/21

No Band, a convivência entre pares e a resolução assertiva dos conflitos na escola é considerada parte essencial do desenvolvimento humano e, portanto, um conteúdo fundamental a ser estudado e vivenciado. Por isso, as equipes de CPG (Convivência em Processo de Grupo) e da Orientação Educacional têm implementado diversas estratégias que contribuem para a mediação de conflitos no ambiente escolar, como a formação de projetos de protagonismo de alunos, como as Equipes de Ajuda e os Grupos de Apoio. 


Por conta da pandemia, em 2020 não ocorreu a formação das novas Equipes de Ajuda e, dessa forma, os alunos de 6.os e 7.os anos de 2021 não as têm atuando diretamente no seu ano.  “Pensando no momento atual e na importância dos alunos das Equipes de Ajuda serem eleitos pelos seus colegas de classe, entendemos que não seria possível formarmos, pelo menos no 1º semestre, as respectivas equipes.”, explica Marina Schwarz, Orientadora Educacional.

Dessa forma, surgiu a ideia da criação de um novo projeto que irá atuar até a formação das Equipes de Ajuda de 6.os e 7.os anos: os Grupos de Apoio. Eles funcionarão em parceria com a Equipe de Ajuda, a OE e CPG, e a grande diferença entre o Grupo de Apoio e as Equipes de Ajuda é que, ao invés dos alunos serem eleitos, os estudantes poderão se voluntariar para fazer parte.

O Grupo de Apoio atua pensando em ações coletivas que ajudem a promover a convivência positiva na escola, além de observar e prestar auxílio individual para os alunos que demonstrarem estar com alguma dificuldade de socialização ou algum tipo de sofrimento emocional. Os alunos da Equipe de Ajuda dos 8.os e 9.os anos serão monitores do Grupo de Apoio e vão participar, junto com as orientadoras, das reuniões quinzenais de acompanhamento do trabalho e das formações bimestrais.

“É um grupo voluntário de alunos que se reúnem para promover a convivência positiva na nossa escola. Eles passam por formações com o objetivo de estudar sobre os assuntos relacionados ao desenvolvimento e aos valores colocados em prática pelo grupo, proporcionando uma base acadêmica que os capacite para exercerem essa função. Esse trabalho é todo acompanhado pela OE.”, explica Marina.

O Grupo de Apoio do 7.o ano já teve três reuniões até o momento, nas quais foram trabalhadas a integração interna entre os alunos participantes, os valores que serão base para o trabalho do Grupo e uma breve abordagem da socialização dentro de cada turma, observando como é possível integrar os alunos que optaram pelo ensino remoto ao invés do híbrido. “Nós buscamos ouvir os alunos, e as ideias sugeridas pelo grupo serão apresentadas para os professores, visando intensificar essa socialização e estabelecer uma parceria com o corpo docente.”, conta a orientadora.

Já no 6.o ano, a primeira reunião ocorreu na última semana e, nela, buscou-se entender os maiores desafios que os alunos vêm enfrentando, além de conhecerem uns aos outros. Sobre isso, Marina comenta: “Nos próximos encontros, pensaremos em formas de como lidar com esses desafios e como podemos nos organizar em relação a isso.”.

Além disso, os alunos dos Grupos de Apoio vão participar de um processo de formação inicial que ocorrerá no dia 22 de maio, das 9h30 às 12h30, via Zoom. Este evento será conduzido por pesquisadores do GEPEM (Grupo de Estudos e Pesquisa em Educação Moral da UNESP / UNICAMP) e tem como objetivo o fortalecimento de toda equipe, a consolidação de princípios que fundamentam as práticas do grupo e a aprendizagem de novos conceitos necessários para a promoção de uma convivência respeitosa no ambiente escolar.

Julia Hage é aluna do 7.o ano e participou de todos os encontros do Grupo até o momento. Ela afirma: “O que me motivou a participar do grupo de apoio foi o fato de que, nele, eu poderia ter muitas oportunidades, tanto de ajudar o próximo e aprender coisas novas, quanto de fazer muitos novos amigos! Eu tenho saído muito contente de cada encontro e fico super ansiosa para o seguinte, na segunda-feira. As minhas expectativas são que, não só eu, mas todos que quiserem entrar no grupo de apoio consigam, de alguma forma, olhar uma situação e ter ideias de como ajudar, além de trabalhar em grupo e também individualmente em determinadas situações. Eu tenho certeza de que todos nós vamos sair com novos olhos dessa experiência!”.

A aluna Helena Mendes, do 8.o ano, é monitora do Grupo de Apoio e conta: “Esse trabalho que tem sido feito é muito bacana e muito bonito, pois, além de mostrar a empatia que os alunos têm um pelo outro, contribui para a comunidade como um todo. Esse projeto também é muito importante por auxiliar na interação entre os alunos. Estou com expectativas bem altas em relação ao futuro do projeto, considerando a empolgação e força de vontade de todos aqueles que estão participando.”.

A Orientação Educacional, em conjunto com as Equipes de Ajuda e de CPG, convida os alunos do 6.o e 7.o ano para participarem dos Grupos de Apoio. As reuniões ocorrerão quinzenalmente, às 2as feiras, das 9h às 10h para o 7o ano e das 10h às 11h para o 6.o ano. Para ter mais informações sobre como o aluno deve proceder para participar do Grupo de Apoio, basta entrar em contato com marina.schwarz@colband.com.br

Temas relacionados:
Compartilhe por aí!
Use suas redes para contar o quanto o Band é legal!