CARE participa de documentário canadense sobre saúde mental

Publicado em 12/02/21

O documentário “Connecting the Dots”, produzido por Noemi Weis, aborda a saúde mental entre os jovens. O filme mostra vários lugares do mundo, como Estados Unidos, Canadá, Argentina, Zimbabwe e Brasil, colhendo relatos de jovens que expressam seus sentimentos de dor e que sentem pressões para cumprir um papel social e apresentando iniciativas criadas por jovens com a preocupação de solucionar o problema. Entre os locais onde foi feito esse levantamento está o Band, com o grupo de apoio à saúde mental, CARE. 

**foto do arquivo do Colégio**

“Eles trouxeram toda a equipe do Canadá para fazer as filmagens no Band e convidaram os alunos que faziam parte da coordenação do CARE no ano de 2019, no caso, os alunos já formados que à época estavam na 3.a série, Lara Rodrigues, Cármen Rodriguez, Rafael Bibancos, Helena Frudit, Isabela Rosolen, entre outros. Foi uma grande honra participar desse projeto.”, conta Renata Lourenço, Orientadora Educacional.


O documentário foi lançado em dezembro de 2020 e, na terça-feira, 09/02, foi feito um fórum de discussão para divulgação. O debate foi sobre saúde mental e contou com a presença de jovens que participaram das gravações, entre os quais Cármen Rodriguez, aluna formada no Band. O evento também reuniu profissionais da saúde mental, como a psicóloga suicidologista e autora Karina Fukumitso, que trabalhou com o Colégio no ano de 2018, além da equipe de produção do filme, a própria Noemi Weis, e pessoas renomadas de outras áreas, como o empresário David Peck.


“Todo esse processo foi muito legal e estamos sendo muito bem representados. É um trabalho internacional que abrange um  público muito diverso e amplo do qual nosso Colégio faz parte. Ter esse reconhecimento em meio a um estudo tão rico e completo é gratificante”, comenta Renata.

“É muito interessante perceber que, apesar de serem países tão diferentes, com culturas e tradições tão diversas, existe um certo problema em comum: a saúde mental dos jovens. Em todos esses lugares, vemos problemas com depressão, ansiedade, e fica o questionamento de o que nós, jovens, podemos fazer para ajudar”, conta Cármen Rodriguez.

Ao longo do documentário, são exibidas diversas iniciativas no sentido de auxiliar na solução desse grande problema, e uma delas é o CARE. Sobre isso, Cármen comenta: “Nós falamos sobre a importância que o grupo teve para o Colégio e foi uma grande honra poder mostrar nosso trabalho e nossa história para o mundo inteiro.”.

“O fórum de discussão foi uma oportunidade de troca muito enriquecedora. Quanto mais pessoas nós conseguirmos inspirar a fazer mudança, melhor, para que não seja algo que se resume só ao Band, mas que abrange o mundo inteiro. Queremos incentivar escolas de diferentes países a criarem iniciativas semelhantes. Às vezes, nós, jovens, não nos sentimos confortáveis para nos abrir com adultos, e por isso esse espaço de abertura com pessoas da nossa idade é tão importante. A ideia do CARE é justamente essa: reunir pessoas jovens capacitadas e aptas a escutarem o que seus colegas têm a dizer. Essa é a inspiração que queremos ser, e é sempre bom levar a história do CARE para o maior público possível.”, finaliza Cármen.

Para ver todos os detalhes do documentário “Connecting the Dots”, basta clicar aqui.

Temas relacionados:
Compartilhe por aí!
Use suas redes para contar o quanto o Band é legal!