Band na IOSTE: International Organization for Science and Technology Education

Publicado em 10/02/21

No início do mês de fevereiro, os professores de Ciências do Band, Fernanda Sodré, José Luís Ortega, Pedro Zen e Tamara Aluani participaram do evento internacional IOSTE (International Organization for Science and Technology Education), com a apresentação de seus trabalhos de pesquisa. O IOSTE é uma organização criada para promover a Educação em Ciência e Tecnologia como uma parte fundamental da sociedade e para fornecer espaços de intercâmbio acadêmico e discussão nesse campo. Hoje, o IOSTE tem membros de cerca de oitenta países e é oficialmente reconhecido pela UNESCO como uma organização não governamental.


O tema da XIX IOSTE, que foi sediada em Daegu (Coreia), é “Transforming Science & Technology Education to Cultivate Participatory Citizens”. Dessa forma, a organização procurou atentar a sociedade contemporânea para diferentes preocupações, como o aquecimento global, a crise energética, os perigos de novos materiais, as ameaças à saúde, entre outros. A Ciência, a Tecnologia e a Sociedade (CTS) devem priorizar a formação de cidadãos participativos que sejam capazes de promover o debate público e o diálogo sobre tais questões sociais e globais e que estejam dispostos a realizar ações responsáveis para o desenvolvimento sustentável.

Neste evento, os professores de Física Fernanda Sodré, José Luís Ortega e Pedro Zen, junto com Cristiano Mattos, da Universidade de São Paulo, apresentaram a sequência didática que vêm implementando na disciplina eletiva “Física aplicada à Medicina e aos Esportes”. Trata-se de uma sequência de aulas fundamentada numa investigação científico-cultural em que atividades sociais como a de uma biomédica, de uma bailarina, de um esportista e de um engenheiro biomédico são cuidadosamente articuladas ao campo da educação formal, promovendo uma interessante e lúdica participação compartilhada entre estes profissionais e os alunos. Esse trabalho, de título “Interdisciplinary perspectives in physics teaching: building a medical physics discipline”, pode ser visualizado clicando no link.


A Professora Tamara, que compõe a equipe de Biologia e STEAM, apresentou sua contribuição no formato pôster, no qual apresentou o desenvolvimento das primeiras reflexões e resultados do seu projeto de doutorado, tendo como principal tema as mudanças curriculares que estão em curso na área de ciências da natureza do próprio Band. O trabalho de título “Changing Science Curriculum: Emerging Contradictions in the Curricular Praxis” pode ser encontrado aqui.

“A participação na IOSTE, assim como em outros congressos, representa uma oportunidade muito grande para minha formação continuada, pois permite uma reflexão significativa da minha pesquisa que está relacionada com a minha prática como professora. Assim, são atividades que se complementam, porque existe uma esfera prática diária e uma esfera teórica consistente que ampliam continuamente minha visão como educadora. Ao participar de eventos como esse, as trocas com outros pesquisadores e as contribuições sobre o desenvolvimento de meu trabalho me dão oportunidade de não só refinar minha pesquisa, mas repensar minha prática!”, comenta Tamara sobre sua participação.

Já José Luís Ortega, professor de Física, afirma: “Foi uma experiência interdisciplinar em escala global, muito bacana. Vimos apresentações de pessoas do mundo inteiro, apresentando os mais diversos trabalhos dos mais diversos temas. Ao mostrarmos o nosso, chamamos atenção por termos trazido um assunto tão técnico como física médica para alunos de Ensino Médio de forma prática e descontraída, ao mesmo tempo que complexa.”. 

Temas relacionados: , , ,
Compartilhe por aí!
Use suas redes para contar o quanto o Band é legal!