Carta aberta do Grêmio do Colégio Bandeirantes

Publicado em 15/03/19

Violência nas escolas

É chocante que pessoas da nossa geração recorram à violência para resolver conflitos. O corpo estudantil do Grêmio sentiu a necessidade de se manifestar sobre o massacre ocorrido na E. E. Professor Raul Brasil, em Suzano, já que se trata de um fato que se passou em um ambiente escolar, além de ser um acontecimento extremamente preocupante e triste.

Todos estamos familiarizados com a crescente violência no Brasil. Entretanto, é de extrema importância que esses episódios não sejam naturalizados. Esta ocasião se mostra oportuna para discutirmos a questão da violência estrutural que permeia a sociedade brasileira contemporânea. Vale lembrar dos casos de Realengo (RJ) e Goiânia (GO), os mais icônicos que temos em nossa memória recente. O massacre em Suzano denuncia a importação de um modelo de violência que nos parecia distante, mas que, infelizmente, tem se reproduzido em nosso país.

Precisamos reagir sendo solidários. Se quisermos alterar esse ciclo de violências, devemos primordialmente trabalhar nossas relações interpessoais, de modo a desenvolver laços afetivos. As atitudes do dia a dia constroem comportamentos sociais. Nossas diferenças precisam se tornar motivo de crescimento e não de destruição.

O Grêmio do Colégio Bandeirantes solidariza-se com os alunos, seus familiares e funcionários da E. E. Professor Raul Brasil, que sofrem neste momento.

Temas relacionados:
Compartilhe por aí!
Use suas redes para contar o quanto o Band é legal!