Beinprosone no Ensino Fundamental

Publicado em 02/09/19

O projeto Beinprosone (Being Innovative and Producing Something New), criado por estudantes, chegou a sua 5.a edição esse ano e, mais uma vez, foi realizado também com alunos dos 7.os, 8.os e 9.os anos do Ensino Fundamental. O Beinprosone baseia-se na resolução de um problema de forma inovadora, rápida e com a “mão na massa”, ou seja, a criação de um protótipo. Nesta edição, o tema escolhido foi “problemas urbanos”.


A abordagem foi por meio das Secretarias Municipais de São Paulo: ‘Verde e Meio Ambiente’, ‘Educação’, ‘Urbanismo e Licenciamento’, ‘Infraestrutura e Obras’ e ‘Tecnologia e Inovação’. Cada grupo contava com 3 ou 4 participantes e uma dupla de monitores da 2.a série do Ensino Médio.

O primeiro dia foi marcado pela definição dos grupos e atividades de integração, como um caça ao tesouro pelo Colégio. Os alunos começaram a resolver desafios e enigmas em cada lugar que iam no Band e, ao acertar, ganhavam uma charada sobre o próximo lugar. Após a descontração, os estudantes receberam o subprefeito do Ipiranga, Caio Luz, que foi o palestrante escolhido para essa edição, já que ele enfrenta problemas urbanos em seu dia a dia. Já no segundo dia, os grupos colocaram “a mão na massa” e elaboraram seus projetos.

“Eu acho que expandir o Beinprosone, um projeto tão bem estruturado e que traz uma vivência tão importante para o aluno do Band, ao Fundamental é muito interessante. Eles podem aprender coisas novas de um jeito descontraído e ter contato com diferentes áreas do trabalho. Além, é claro, de melhorar a criatividade e o trabalho em grupo dos estudantes.”, contou o Matias Asquino, aluno da 1.a série do Ensino Médio.


O Coordenador de Ciências da Natureza e Química, José Ricardo Almeida, ajuda os alunos na organização do evento e relatou que as soluções dadas pelos estudantes para o problema imposto foram impressionantes. “Muita tecnologia e inclusão foram usados por eles das mais diversas formas. Desde asfaltos ecológicos até a utilização de prédios públicos abandonados como solução para alguns problemas. De fato impressionante.”, concluiu.

Temas relacionados: ,
Compartilhe por aí!
Use suas redes para contar o quanto o Band é legal!