Vermelho

Publicado em 25/06/15

Raiva.
Ódio.
Tudo remete a vermelho.
Vermelho sangue.
Tudo lembra um assassinato.
E o homicídio?
De quem foi?
De quem lhe causara toda aquela cor?
Não foi um assassinato, perdão.
Um suicídio.

Pois a raiva com todo aquele vermelho intenso mata mais que o amor,
mata mais que a dor.
Fere mais que espada,
mais que ferro quente.
A raiva consome até o último fio de cabelo,
até o último suspiro,
até o último clamor.

É impiedosa e fria.
É sádica e cínica.
Aquele vermelho fervoroso ri enquanto choramos.
Pisa em nós quando precisamos levantar.

Mas a esse vermelho acentuado,
gostaria de acrescentar verde.
O mais vivo dos verdes.
O verde da grama que recobre os pastos árcades do interior,
o verde da mais bela árvore do parque.
O verde que remete a paz.

Pois paz é o que precisamos.
Pois verde é a única cor que neutraliza o feroz vermelho.
Pois paz é o que irá nos curar de nossa ira.
Pois o verde estancará o sangramento.
Pois a paz nos ajuda a raciocinar. Pois o verde nos ajuda a perceber.
A raiva nada mais é que o desperdício de uma bela cor.

Vitória Flosi, 3B2

Temas relacionados: , , ,
Compartilhe por aí!
Use suas redes para contar o quanto o Band é legal!