Sobre o fim

Publicado em 17/06/13

Não há nada em mim
Que me doa mais do que
Eu mesma.
As projeções criadas e
Recriadas em minha mente,
Decepções.

Porque as coisas nunca são
Como de fato aconteceram,
São apenas imagens organizadas
a meu bel-prazer.
Manipulo a minha existência…
Me decepciono.

Criei em mim
Alguém dependente
Da imagem reorganizada
de você.
E quando os pedaços não conseguiram
Se encaixar com o real você…
Oh, quanta decepção

Mas sei que é minha
Toda essa dor e culpa,
Afinal, nada me dói mais
Do que eu mesma:
A maneira como criei
Você pra mim.

É isso o que me decepciona:
Eu mesma

Lígia Vergueiro, 3H1

Compartilhe por aí!
Use suas redes para contar o quanto o Band é legal!

mais de Linguagens e códigos