Representatividade negra: professora Cátia publica conto

Publicado em 20/04/18

Para difundir cada vez mais a cultura negra na literatura infantil e juvenil, a professora de Língua Portuguesa, Cátia Pereira, teve seu conto “A descoberta de Jurema” publicado no livro “Eu, curiosa?”, da Coleção Besouro, desenvolvida pelo Coletivo Literatura Suburbana.WhatsApp Image 2018-04-19 at 13.51.23

O livro é o 7.o volume da coleção que tem como principal ideia convidar autores negros para escrever contos infantis e juvenis que representem a cultura negra. “Eu, curiosa?” também será distribuído em diversas escolas e bibliotecas para que as narrativas cheguem ao maior número possível de estudantes.

WhatsApp Image 2018-04-19 at 13.51.24

O conto traz a história de uma menina negra chamada Jurema que adora pesquisar palavras no dicionário. Tudo começa quando ela é desafiada a achar o significado de seu próprio nome, descobrindo mais sobre a sua própria cultura.

30594270_970181736490982_2151432857543770112_n

“Na minha infância, não havia representatividade. Poder escrever sobre a minha cultura é extremamente gratificante e necessário. Nós, negros, podermos falar por nós mesmos é uma conquista”, ressaltou a professora sobre a importância de escrever um conto para crianças negras.

WhatsApp Image 2018-04-19 at 13.51.22

Para a sala de aula do Band, Cátia lembra que experiências como essa agregam diferentes perspectivas para os alunos. “Aqui eu sou uma voz que abre espaço para outras falas e escutas. É algo necessário para que eles enxerguem outras realidades”, explicou ela.

Compartilhe por aí!
Use suas redes para contar o quanto o Band é legal!

mais de Linguagens e códigos