Projeto Cartas Pessoais – 7o ano

Publicado em 12/09/16

No mês de agosto, os 7os. anos puderam vivenciar uma experiência diferente, quase inexistente nos dias atuais: escrever cartas. Quem imaginaria que alunos que vivem a era das mensagens instantâneas pudessem se divertir com essa experiência? Pois eles gostaram (e muito!) da sensação que apenas uma carta pode proporcionar: a possibilidade de poder escrever muito em um papel, a espera pela resposta, o toque no mesmo papel em que esteve a mão do outro há poucos dias…

projeto-cartas-1

 

Durante duas semanas, os alunos enviaram cartas para amigos de outras classes, familiares ou mesmo amigos de outras cidades. Aprenderam a fazer dobradura de papel para que a cartinha tivesse um formato especial e único e se divertiram muito com a atividade. As professoras Marlene e Paula fizeram o serviço de correio para aqueles que enviaram cartas aos amigos de outras salas. E o sorriso que vinha do rosto daqueles que tinham seus nomes escritos no destinatário da carta marcou o Projeto Cartas! Para a professora Paula, a importância do projeto está em que ele “resgata, de forma lúdica e prazerosa, uma prática esquecida por muitos em uma época em que os e-mails e mensagens instantâneas tomaram conta do cotidiano dos alunos. As cartas estimulam o hábito da leitura e da escrita, bem como melhoram a comunicação dos alunos através da troca de correspondências”

Alegria de escrever e receber cartas

Alegria de escrever e receber cartas

No período em que os alunos estudavam esse gênero textual, um grupo de alunos do Ensino Médio fez campanha para arrecadação de donativos aos refugiados haitianos que estão acomodados precariamente no bairro e em situação de penúria. Uma aluna do 7o. decidiu escrever uma carta, teve o cuidado de traduzir para o francês e encaminhar aos haitianos por meio dos estudantes encarregados da campanha. “Nossa aluna percebeu que a carta poderia ser um veículo de transmissão de mensagem de apoio e solidariedade a quem necessita de amparo. Muito nos orgulha essa jovem. Com essa sensibilidade e iniciativa, ela poderá fazer a diferença na construção de uma sociedade mais humanizada”, observou a professora Marlene.

Expectativa

Expectativa

projeto-cartas-4

Compartilhe por aí!
Use suas redes para contar o quanto o Band é legal!