Interminável

Publicado em 28/08/13
 
 Aqui estamos sós
O sol, o céu
O mar e eu
 
É triste viver assim
Olhar e constatar:
O horizonte
Não tem fim
 
O calor é cruel
Tortura o corpo
A luz é intensa
Castiga a pele
 
Mas a água é clara
Acaricia a areia
A brisa eleva
Graciosa, arteira
 
E assim esqueço
Esqueço-me de tudo
 
Sou só eu, a água
A brisa e a lembrança
Remota, mas viva
De quando aqui estavas
José Henrique Ballini Luiz, 1B1
 
 
Compartilhe por aí!
Use suas redes para contar o quanto o Band é legal!