Insta versus Face: É hora de publicar o manifesto

Publicado em 01/11/17

Como continuação do produto entregue no terceiro bimestre, um manifesto, os estudantes dos segundos anos trabalham no quarto bimestre como a adaptação e publicação do mesmo para alguma mídia.

Manifestar-se pelo Instagram exige características de texto e composição de imagens completamente distintas de um manifesto publicado no Facebook. Os alunos dos segundos anos sabem que cada rede social tem sua linguagem específica, e a importância da relação texto-imagem a ser divulgada para os internautas. O desafio agora é colocar a mão na massa e adaptar o manifesto criado.

No Facebook, por exemplo, o site Catraca Livre divulgou o “Manifesto pela Liberdade de Expressão em Escolas”, desenvolvido pelo Band, de forma simples e direta: uma imagem e um texto rápido, com o link para acessar a versão completa. Essa é a “isca” para os internautas conhecerem o movimento através do link, e decidirem se apoiam ou não.

Confira o “Manifesto pela Liberdade de Expressão em Escolas” aqui.Capturar

Já no Instagram, por ser uma rede social de imagens e fotos, o ideal é trabalhar mais as imagens ou os textos com apelo visual. Veja abaixo o exemplo do Manifesto pela Dieta Mediterrânea, apresentado para os alunos em sala de aula. A imagem conseguiu concentrar todos os “argumentos” em um único post.insta

 

Compartilhe por aí!
Use suas redes para contar o quanto o Band é legal!

mais de Linguagens e códigos