Infinito inexistente

Publicado em 03/03/16

No mesmo ponto
há o encontro
Passado, presente, futuro
que no centro
tornam-se nulos

Tudo repleto
O amor
junto à dor
do satírico humor

Súbitos fugimos
vazios
Mas dentro
dentro la no fundo
no fundo do centro

Vento áspero
na minha cara
Chuva de lágrimas
infinita

André Medeiros, 3E1

Temas relacionados: , , ,
Compartilhe por aí!
Use suas redes para contar o quanto o Band é legal!