Infindo

Publicado em 21/05/14

( p/ Danilo Chamas )

Teu olhar não vê o mundo
Do mesmo jeito
Que o mundo se vê.
As cores que te escolhem
Se perdem nas cores
Que o teu olhar
Prefere escolher.

O teu olhar diz tudo…
O teu olhar tão mudo
Faz eu me calar.
Pois teu poema vem em cores,
Ou não.
Tinta que escorre da tela,
Cobrindo o chão;
Declamando o teu olhar.

As cores que te escolhem
Mostram-me as cores
Que meus olhos não veem,
Soltas pelo mundo que há em mim.
Meu poema se cala diante do teu
valor,
Encantando-se com toda a cor
Da profundidade
Do teu olhar sem fim…!

Wanderley Rodrigues (inspetor)

Compartilhe por aí!
Use suas redes para contar o quanto o Band é legal!