Homenagem aos namorados

Publicado em 12/06/13

Muito antes de Cristo, os homens de uma minúscula aldeia atacam a aldeia vizinha com o intuito de raptar as mulheres e assim poder fazer o que mais lhes agradavam. Namorar. Essa minúscula aldeia em um futuro próximo viria a se tornar a capital do mundo: Roma. Sua população cresceu muito rápido por esse seu grande gosto pelo namoro.

Uma das maiores guerras contada em verso e prosa e muito romantismo, de modo que nem se conta sobre as mortes, aconteceu devido a um namoro indevido. Um (príncipe) que podia escolher qualquer mulher entre as milhares do seu principado, quis namorar justamente uma que já era comprometida com outro príncipe. O resultado desse ato todos já sabem: A guerra de Troia.

Até hoje, casais que convivem sob o mesmo teto há muitas décadas embarcam em um avião, atravessam oceanos para um jantar iluminado a luz de vela, onde namoram buscando emoções enraizadas pela convivência.

Às vezes nos perguntamos: Por que os namorados são eloquentes, muitas vezes inconsequentes, e às vezes até doentes ( de amor)? O que faz do namoro algo tão forte e atrativo que movimenta pessoas e indústrias do mundo inteiro?

Porque o rapaz ou a moça que sábado a noite, depois de tomar banho e perfumar-se( indústria da beleza), pega seu carro(indústria automobilística) e vai ao shopping namorar( uma infinidade de indústrias), ele aquece não somente seu coração com seus abraços e beijos, mas também todo um mercado que usufrui desse ato.

Se fizermos várias perguntas sobre o que é namoro, ficaremos sem a maioria das respostas, porque a maioria dos namoros chegam como uma grande tempestade, fazendo barulho, causando emoções desconhecidas, balançando nossas bases concretas, e vai-se como herói do Velho Oeste, sumindo no horizonte contra do pôr do sol, pois já praticou todos os seus ator heroicos, e nada mais tem a fazer. Mas, os namorados já estão com o corpo e a mente preparados para os próximos namoros que vierem.

Melhor é não procurarmos entender muito o que é o namoro, apenas admirá-lo. E aqueles que tiverem oportunidades, namorem, namorem muito mesmo, por que algo que todos os seres vivos já vem fazendo desde que éramos apenas células, com certeza é algo muito bom. O que podemos fazer é exaltar e agradecer a todos os namorados. Viva os namorados!!!

Inspetor França 

 

Compartilhe por aí!
Use suas redes para contar o quanto o Band é legal!