Fernando Pessoa chega ao Palavrarte – “Pessoa-I”

Publicado em 13/06/13

Pessoa

Um só ser não basta

Quando a palavra ataca

A alma não se salva

E a vida se contorce

Numa ânsia inefável de compreender

O tudo e o nada.

 

Facetas e personalidades

Revolvem-se

Criam-se

Expressam em um só suspiro

A angústia de um legado que valeu a pena

Graças a uma alma

Muito longe de ser pequena.

 

Eram ideias e ideais e pessoas

Condensadas na psique de um homem

Embalsamado pela metafísica,

Pela filosofia anti-filosofia,

Amarrado em nós etéreos

De uma paixão pela vida

Que não se explica.

 

Eram cidades inteiras

Campos infindáveis

Naturezas e deuses infinitos,

Indefiníveis

Perambulando pelos cantos

Obtusos e obscuros

De uma mente tão singular

Quanto plural.

 

Assim foi a vida de um poeta

Que por não querer ou saber

Ser um somente

Preferiu abrir-se,

Livrar-se dos corações comuns

Descontentes.

 Bruno Koba- 3E1

 

 

Compartilhe por aí!
Use suas redes para contar o quanto o Band é legal!

mais de Linguagens e códigos