Cerúleo

Publicado em 16/05/16

Seus olhos não são azuis,
Mas olhos azuis não me dizem,
Praticamente, nada.
Seus olhos brilham, para mim,
Assim como brilha o dia
No fim de toda madrugada.

São como cristais brilhantes,
Refletindo para o mundo
Com seu brilho peculiar.
Não me preocupo se seus olhos
Não são azuis, como o céu,
Refletido na água do mar.

Pois que navego na correnteza
Das íris que brincam,
Enfeitiçando minha mente.
Pois que me deixo embalar
Com o sorriso que seus olhos
Transmitem tão facilmente.

Seus olhos não são azuis,
Mas posso encontrar o azul,
Quando olho para o céu.
Seus olhos são como estrelas
Brilhando no infinito
Quando o dia escureceu.

São como setas certeiras
Me mostrando o caminho de casa,
Quando perco a direção.
São como rede preguiçosa,
Onde repouso meu olhar cansado
De tanto olhar a imensidão.

Seus olhos não são azuis,
Mas posso encontrar no céu
Todo o azul do qual preciso.
Afinal, o dia fica ainda mais azulado
Quando seu belo olhar amendoado
Se une à beleza
Que há em seu sorriso!

Wanderley Rodrigues, Inspetor

Temas relacionados: , , ,
Compartilhe por aí!
Use suas redes para contar o quanto o Band é legal!