A chama que nunca mais se acenderá

Publicado em 14/08/13
Quando estava com você
Sentia uma chama acender
Você me deu um isqueiro
Que nunca quis perder
Mas agora você se foi
E tento me livrar de minhas memórias
Mas somente as que você está
Hoje, procurando em coisas antigas
Acho este isqueiro
No meio deste chiqueiro
Que é o meu quarto
Um isqueiro
Cuja chama ainda acendia
E me trazia
Memórias
Mas agora, esta chama está diminuindo
E finalmente se apagou
E tudo o que sobrou
Foi o isqueiro
E uma faísca…
Ainda penso no que fazer com este isqueiro
Ele me traz lembranças ruins
Como lembrar que a chama entre nós jamais se acenderá novamente
Mas as lembranças boas também existem
E se encontram na faísca
Que pode acender outra chama
Uma chama mais forte
E melhor que a antiga
Mas a esperança que tenho nela
É pequena
Assim como a preocupação dela por mim…
Bruno S. Domingues, 2E5
Compartilhe por aí!
Use suas redes para contar o quanto o Band é legal!