6os. anos vão ao encontro do criador do Gênio do Crime

Publicado em 26/09/13

Por ocasião da leitura do livro  O gênio do crime, obra escrita há 40 anos por João Carlos Marinho, e considerada por especialistas uma das referências fundamentais da literatura infantojuvenil brasileira, os alunos dos sextos anos tiveram a oportunidade de conhecer o escritor.

Grupo de alunos e professoras junto ao autor

Grupo de alunos e professoras junto ao autor

O autor do livro recebeu muito gentilmente os alunos em seu prédio no bairro de  Pinheiros, onde aconteceu por cerca de uma hora e meia uma conversa descontraída e muito agradável em que as crianças perguntaram sobre curiosidades e dúvidas a respeito da leitura que fizeram. Elas ouviram relatos sobre vivências de João Carlos, ambientadas na São Paulo antiga,  na qual,  segundo ele, o gramado dos quintais de muitas casas chegava até as margens do rio Tietê, e os barezinhos às margens da represa Billings eram pontos fortes de lazer dos jovens estudantes do Largo São Francisco. Outros relatos interessantes foram feitos.

Autor com a aluna Vanessa Marcos Pires de Oliveira – (6º C)

Autor com a aluna Vanessa Marcos Pires de Oliveira – (6º C)

A seguir,  alguns depoimentos de alunos sobre a visita, algumas palavras do autor e fotos.

 

“Eu gostei muito de ir na casa do João Carlos Marinho, pois eu tinha muitas perguntas sobre o livro e o autor. Gostei também de pedir um autógrafo e tirar fotos, porque nunca havia pedido um autógrafo e tirado uma foto com um autor tão famoso. Até minha mãe também queria ir.”

                                                               Gustavo Yu Chuan Chen –6D

 

“Na última quinta-feira, compareci na entrevista com o escritor João Carlos Marinho. Esta experiência foi única, pelo fato de conhecer um escritor tão bom quanto ele.

        Ao responder a uma pergunta, João citou: “a nossa vida é como um caldo, que jogamos na panela todas as experiências de vida. Foi desse caldo que surgiu minha inspiração”. Acredito que essa foi minha parte favorita.

          Ao longo da entrevista, ele contou várias histórias de sua infância, durante alguma história, menciona que todas as pessoas nascem para fazer alguma coisa, como desenhar, pintar, cantar e que ele nasceu para escrever.”

                                                               Vanessa Marcos Pires de Oliveira – 6º C

Aluna Cármem Laura de Q. C. Rodrigues (6E) e João Carlos Marinho

Aluna Cármem Laura de Q. C. Rodrigues (6E) e João Carlos Marinho

Mensagem que o escritor enviou para a coordenadora de Português

Prezada Professora Susana Regina Vaz Hungaro

“Recebi neste mês a visita de quatro classes de crianças do Colégio Bandeirantes que fizeram a leitura de meu livro O Gênio do Crime. Todas com o seu livro na mão vieram acompanhadas pelas  professora s Marlene Pissolito e Yeda Lenza. Foram quatro encontros que encheram a minha casa de alegria, as crianças mostraram ter feito uma leitura muito atenta, estabeleceu-se entre mim e elas um diálogo vivo e espontâneo, uma coisa puxando a outra, todos entrando na conversa e dando o seu palpite, e eu, que já sou um velho de 77 anos me senti remoçado e feliz recebendo  esta maravilhosa soma de energias fervilhando diante de mim.”

É isso aí, Susana, essa é a mensagem. Se esqueci de nomear alguma classe pode acrescentar no meu texto.”

Um abraço

João Carlos Marinho

 

Marlene e Yeda

Compartilhe por aí!
Use suas redes para contar o quanto o Band é legal!