Publicado em 28/04/14

Saudações!

Engraçado o atual dilema: pessoas que não sabem o que ser no atual sistema! Não consigo entender como os XX e as XY conseguem viver sem ter suas cores, suas linhas ou suas idéias, nem que sejam velhas, para ter um norte diferente da indiferente morte…Também não sei se morrem, pois não vejo o modo como eles velejam a vida, tentando ser tudo e realmente não sendo nada, como vida!

Ser A e não ser A, perdoa-me os filósofos, é algo comum nestas pessoas opacas e frias, que escondem ou explodem as provas que mostram como elas sofrem…

Eu sofro de tal maldição? Não, acredito que não. A muito que decidi me libertar dessa péssima escultura e destruir o cinzel que já acinzenta dês de que foi dito que se deve perdoar sete vezes setenta…

Acredito que esteja na hora de me apresentar.

Sou armadura, branca e iluminada, que estende-se  por uma Dama, detentora de uma maior gama de cores que me irradiam e me abraçam. Sou pronto para defende-la…

Sou rugido, vermelho e energia, que domina, que gera raiva… que gera alegria… que alimenta ideais de revolução contra a ação de destruição suicida de pessoas que deixaram-se acizentar pois pensaram que lutam por uma causa perdida

Sou Fera de muitas cores, de muitas armas.

Sou Cavaleiro muitas de cores, de muitas armas.

Assinado: Sir. Coração de Leão (pseudônimo – 3H2)

Compartilhe por aí!
Use suas redes para contar o quanto o Band é legal!

mais de Linguagens e códigos