Do Band: Sejam bem-vindos de volta ao Blog do Band a Harvard!

Publicado em 12/11/19

Essa semana escolhemos algumas perguntas sobre o Band, a FMUSP, o intercâmbio, Harvard e Boston para responder. Espero que aproveitem! As perguntas que forem respondidas pelo Leo estarão com um (L) na frente, as da Gi com um (G).

  1. Em que ano vocês se formaram no Band? Quais atividades no Band vocês mais gostavam de participar?

(G e L): Nós nos formamos no ano de 2014, éramos da 3B1.

(G): Fui do Band por sete anos, participei de tantas coisas! Vou escolher duas das atividades que mais me marcaram: o hand e o SEP. Foi no Band que tive meu contato mais marcante com esse esporte. Participei ativamente do time e dos treinos até me machucar em 2012, o que apesar de ainda ser algo presente até hoje, não me fez parar de jogar de vez em quando! E o SEP (Special English Program) foi fundamental para o meu aperfeiçoamento do inglês, o que nem preciso dizer que fez toda a diferença durante esse meu ano de intercâmbio.

(L): Quando penso nos meus dias no Band, sempre tenho ótimas lembranças. Sinto muita falta da rotina do dia a dia com meus amigos e os professores. Em relação às atividades que mais me marcaram posso citar duas que tiveram uma grande influência na minha vida até hoje: a feira de ciências e o curso preparatório para a olimpíada brasileira de informática (OBI). A feira de ciências foi uma experiência incrível para entrar em contato com esse mundo da ciência e pesquisa que eu tanto amo. O curso da OBI também foi algo muito importante, até hoje uso meus conhecimentos em programação para tentar relacionar com a medicina. As pesquisas hoje em dia estão dependendo cada vez mais da tecnologia para conseguir novos dados e achar correlações.

  1. Como foi estudar para vestibular? Vocês estavam nervosos para a prova também?

(G e L): Existem diversas formas de estudar para o vestibular e cada um vai se adaptar melhor a cada uma delas. Acho que o maior segredo é confiar nos seus professores que já tem muita experiência nisso e tentar seguir as orientações da melhor forma possível. É totalmente normal ficar ansioso perto do vestibular. O importante é não deixar isso atrapalhar seu rendimento e tentar achar coisas que te ajudam a lidar com isso. Às vezes é falar com seus amigos ou família, fazer alguma atividade que você gosta… tem que achar um equilíbrio entre os estudos e sua vida pessoal. Fazer coisas para além de estudar, foi essencial para o ano de vestibular. Estudar pensando apenas no vestibular vira algo cansativo e chato, tentem ser curiosos e realmente querer aprender pelo conhecimento. A vida é muito mais do que uma prova.

  1. Como é o dia a dia na FMUSP? Tem muitas provas? Dá tempo de fazer outras coisas?

(G e L): As aulas na faculdade de medicina geralmente são bem longas. No primeiro e segundo ano, a maioria das aulas são em outros institutos na Cidade Universitária (instituto de química, de ciências biomédicas, de biologia…). Na maioria dos dias, temos 4 horas de aula de manhã e mais 4 de tarde. A partir do terceiro ano, as aulas são quase todas na própria faculdade de medicina (em pinheiros) e, a cada ano, passamos mais tempo no hospital. Apesar de ser muito tempo de aula, sempre conseguimos tempo para outras atividades. Dá para treinar esportes, participar de extensões, fazer pesquisa e sair com os amigos. A faculdade tenta deixar alguns períodos livres à tarde durante a semana, o que ajuda bastante. Cada matéria tem 2 ou 3 provas no semestre, elas não são muito difíceis, mas como tem muito conteúdo, tem que se planejar para conseguir estudar tudo.

  1. Como foi o processo seletivo para realizar o intercambio em Harvard?

(G+L): O processo seletivo tem três etapas: a primeira é uma análise de currículo feita pela faculdade. Uma vez que você é aprovado dessa etapa, você tem que selecionar quais laboratórios você tem interesse em prestar e responder algumas perguntas como: Por que você quer ir para esse intercâmbio? Qual é a importância da pesquisa? Além de falar um pouco sobre atividades realizadas por você na faculdade. A partir das respostas, os pesquisadores escolhem quais alunos eles querem entrevistar por Skype. A entrevista, que é a última etapa, é marcada com antecedência e é realizada na faculdade com duração aproximada de 10 minutos.

  1. Onde vocês estão morando agora no intercâmbio? Como é a cidade?

(G): Depende de onde você olha, cada lugar considera minha casa uma cidade diferente hahaha, eu moro em Boston ou Jamaica Plain. Mas os prédios são mais parecidos com os de Boston, que é como eu geralmente escolho colocar.

(L): Esse ano eu morei em Brookline, uma cidade vizinha de Boston e Cambridge. Como comentamos em alguns posts, várias cidades aqui são muito próximas, são quase como bairros em SP. Brookline é bem residencial e fica apenas 10 minutos de bike do quadrilátero da saúde de Harvard. Boston (e suas cidades vizinhas) são incríveis em relação a qualidade de vida. É uma combinação de beleza e segurança que me impressiona todos os dias.

  1. Vocês pretendem continuar pesquisando?

(G): Atualmente, é um desejo muito grande continuar na área de pesquisa, claro que nunca sabemos o que vai acontecer né, mas, com certeza é algo que eu penso. Aprendi muito sobre o mundo acadêmico esse ano e sobre como conduzir uma pesquisa, descobri muitas etapas e dificuldades que estão por trás da peça final que nem imaginava. Vou levar esse aprendizado, sei que vai ser muito valioso se eu continuar nesse meio.

(L): Certamente estou mais apaixonado ainda por pesquisa. Esse ano foi essencial para ampliar minha visão sobre todos os aspectos de ser um cientista e me fez ter mais vontade ainda de seguir essa carreira. Ainda é cedo para decidir, mas se tivesse que escolher agora, com certeza gostaria de atuar não só como médico, mas pesquisador também. Além da própria realização pessoal, sinto que o meu impacto como pesquisador pode ser ainda maior do que como médico. Não vejo a hora de colocar tudo isso em prática.

Caso você tenha alguma pergunta, lembramos que pode entrar em contato com a gente pelo email band.harvard@gmail.com, vamos responder o mais rápido possível:

Até a próxima,

Giovanna e Leonardo

Os alunos formados no Band em 2014, Giovanna Pedreira e Leonardo Pipek, estão tendo uma oportunidade única! Em um programa de intercâmbio da Faculdade de Medicina da USP e da Harvard University, os dois passarão um ano estudando em Boston. Confira o Blog dos estudantes que será atualizado toda semana!

Temas relacionados: ,
Compartilhe por aí!
Use suas redes para contar o quanto o Band é legal!