Medalha de ouro na determinação

Publicado em 29/08/09
Por Vivian Costa, especial para o Blog do InterBand

Por trás de cada atleta existe uma grande história. Em busca disso, nosso Blog foi conversar com Alan Raso, aluno da 1B1 e número 4 do time de vôlei Infantil. O atleta encontrou um tempo entre as quadras e os livros para nos contar um pouco de sua experiência desde que entrou no Band pelo programa Ismart.

 

Blog do Inter Band – Como você conheceu o Band?

Alan – Eu estudava na E.E. Brasílio Machado, onde ocorreu a seleção para o projeto Ismart. Fui selecionado na sexta série e passei a fazer o curso preparatório para o vastibulinho além de terminar o ensino fundamental no meu colégio. Agora curso o primeiro colegial só aqui no Band.

BI- E como foi quando você entrou pela primeira vez no colégio? O que seus amigos do Brasílio Machado acham de você estudar aqui?

A- Vim para o Bandeirantes fazer a prova para o Ismart e fiquei muito impressionado, nem sabia que existia uma escola assim. Meus amigos me apóiam e muitos acham legal. Mas também tem os que não ligam e aquele pessoal com preconceito de “nerd”.  

BI- E desde quando você treina volei? Como entrou para o time do Band?

A- Ah, eu já jogava na minha outra escola e sempre gostei. Quando vim para o Band fiquei sabendo do time e que ele é comandado pela professora Cláudia Cris, que já tinha sido minha professora de CPG. Apesar de não treinar tanto tempo e não ter o mesmo nível do pessoal daqui, eu entrei no time.

 

BI- E o que você está achando do Interband? Já tinha participado de algum campeonato assim?

A- Eu só tinha jogado o interclasses do meu colégio, que não dá pra comparar. O campeonato aqui é muito sério e disputado, mas é muito legal especialmente pela união do time.

BI- Além das matérias, o que o Band te ensinou?

A- Estudar no Bandeirantes é uma grande oportunidade, é bem puxado mas vale a pena! O mais importante pra mim foi aprender que o poder aquisitivo não determina a capacidade de uma pessoa, não diferencia ninguém. Sou prova disso porque não sofri nenhum preconceito aqui.

BI- E o que você acha que o pessoal daqui mais aprenderia conhecendo o Brasílio Machado?

A- Se o pessoal conhecesse o Brasílio iam aprender mais ainda sobre união. As pessoas são próximas, convivem muito em comunidade e, do jeito que podem, fazem tudo para ajudar umas as outras.

Temas relacionados: , ,
Compartilhe por aí!
Use suas redes para contar o quanto o Band é legal!