'Não está no dicionário' no MUBA

Publicado em 16/12/14

1654

Em cartaz até fevereiro de 2015, o público terá acesso no MUBA – Museu Belas Artes de São Paulo (MUBA), a produção do artista mineiro Luiz Martins.

Sob curadoria de Adriano Casanova, a mostra reúne desenhos, gravuras e escultoras do artista mineiro Luiz Martins, além de uma instalação, que reúne uma série de trabalhos criados com páginas de dicionário.

Nanquim, tinta óleo, metal, madeira, cera derretida e páginas de dicionário, são alguns dos materiais utilizados pelo artista nas 16 obras expostas, feitas entre 2008 e 2014.
Luiz Martins busca, na junção de materiais, que a princípio não se associam, novas maneiras de entender a linguagem dos seus trabalhos para resignificar a linguagem criada pelo homem.
fotos_17
A exposição “Não está no dicionário”
Horário: segunda a sexta, das 10h às 20h; sábado, das 10h às 16h.
Museu Belas Artes de São Paulo (MUBA), na Unidade 1
Rua Dr. Álvaro Alvim, 76 – Vila Mariana.
Evento gratuito e aberto ao público.
Luiz_Martins
CRONOLOGIA
1970 – Luiz Martins nasce em Machacalis – Minas Gerais, ao 16 anos vai estudar na cidade de Teixeira de Freitas / Bahia, onde  começa fazer pequenos desenhos ilustrativos para trabalhos de escola.
Aos 17 anos vem para São Paulo onde reside atualmente.
1992 – inicia o curso de pintura e desenho no atelier dos artistas AdrianaRocha ,Luis
Sôlha, Renata Barros, Mo Toledo e outros ficando no atelier apenas dois meses, torna-se assistente da Adriana Rocha  e Renata Barros.
1994 – Torna-se assistente do Artista Zélio Alves Pinto ficando até 2006, nesse  período  começa a  freqüentar e visitar exposições e museus de São Paulo, Com o convívio inicia seus estudos referente a arte primitiva , a arte indígena e outras manifestações de povos primitivos do mundo como Oceania,África,Peru etc…
1995 – Participa de sua primeira exposição coletiva no Espaço Cultural Casper Líbero /SP
e no Centro Cultural São Paulo
1996 – Primeira exposição individual na Galeria União Cultural Brasil Estados Unidos / SP
1997 – Coletiva na Galeria Arlete Mello /SP
1998 – Individual no MUSEU BANESPA/ SP
1999 –Coletiva na Galeria Arte Aplicada /SP
Individual na Galeria Sala Mario Pedrosa / SP
2000 – Individual na Pinacoteca Municipal de Amparo / SP
-Galeria A Hebraica / SP
2002 – Exposição CORPO EM SILENCIO na Galeria Val de Almeida Jr. SP, resultado da  pesquisa e estudos sobre os Sítios Arqueológico da Pedra do Ingá/ Paraíba e São Raimundo Nonato.A mesma exposição torna se itinerante é montada na Galeria Stela Ferraz em Piracicaba, volta para São Paulo para o Espaço Cultural Unicid.
2003 – Coletiva  na Galeria do Forte em Chaves/Portugal.
2004 –Individual no Centro de Criatividade de Curitiba/ PR.
– Individual na galeria Art Lofts/SP.
– Coletiva na Galeria IBEU / RJ no PROJETO NOVOS NOVISSIMOS como ganhador do premio exposição individual.
2005 – Individual de gravura na galeria Graphias / SP
2006 – Individual no IBEU/RJ
Coletiva Quatro gravadores na galeria Art Lofts / SP
Individual em Viena / Áustria.
Compartilhe por aí!
Use suas redes para contar o quanto a Band é legal!