Aluna ganha prêmio feminino de Liderança no Direito

Publicado em 18/01/16

Su Jung Ko, formada em 1999, conquistou o prêmio de Líder do Futuro pela Chambers Women In Law da América Latina, destinado a mulheres que fazem ações de impacto na área do Direito. A advogada realiza iniciativas para divulgar a cultura coreana por meio da organização “Network of Korean-American Leaders”, da qual foi presidente da filial no Brasil por 2 anos.

unnamed

Durante o tempo de participação na instituição, a aluna promoveu treinamentos para a formação de líderes na sociedade brasileira e atuou em diversas atividades para fomentar a cultura da Coreia no país. Dentre as ações propostas pela organização estava a comemoração de feriados, a disseminação da língua e palestras de empresas coreanas aqui no Brasil, para engajar jovens da comunidade coreana na cultura do próprio país.

Formada em Direito pela Universidade de São Paulo (USP) e coreana residente no Brasil desde os 14 anos, Su conta que também utilizou o conhecimento jurídico auxiliar imigrantes coreanos no Brasil, o que foi um fator influente para que ela conquistasse o prêmio da Chambers. “ A aplicação do meu conhecimento de Direito foi essencial para resolver a minha situação como imigrante aqui e ajudar outras pessoas que passam pela mesma situação. Acho que exercer as minhas funções de advogada para auxiliar a comunidade fez a diferença”, declarou.

Sobre a importância de ter ganhado o prêmio, a aluna destaca o reconhecimento de seu trabalho e preocupação com a função social enquanto advogada. Ela ainda diz que espera incentivar jovens que queiram ingressar no mercado de trabalho a não deixar de pensar em ações de impacto para a sociedade.

Por fim, Jung ressaltou a influência do Band na sua conquista pelo conhecimento acadêmico que ela recebeu durante os anos de estudo. “No Band, eu tive um preparo para a faculdade que foi essencial e depois, isso teve impacto para o trabalho. Conquistas não acontecem sem uma boa base”, afirmou. Ela também mencionou a rede de contatos que criou enquanto ainda estava no Colégio. “O meu melhor amigo eu conheci no Colégio, e foi ele quem me apoiou e me ajudou para que eu seguisse os meus projetos”, completou.

Para saber mais confira a entrevista com Su para o jornal Correio Brasiliense clicando aqui.

Temas relacionados: , , , ,
Compartilhe por aí!
Use suas redes para contar o quanto a Band é legal!

mais de Eu fiz Band

Vote na banda Marujos!

Publicado em 13/06/18

Vamos aprender a fazer suturas?

Publicado em 30/05/18