Cenas de fumo no cinema influenciam jovens independentemente da classificação do filme – Revista Veja

Publicado em 10/07/12

Pesquisa ainda concluiu que redução dessas cenas em filmes para adolescentes poderia diminuir em 18% tabagismo entre jovens

Cinema é um dos fatores que influencia tabagismo entre adolescentes, aponta estudo (Thinkstock)

Cenas de fumo no cinema deixam os adolescentes mais propensos ao tabagismo, independentemente da classificação etária ou do conteúdo dos filmes. Essa conclusão faz parte de um estudo desenvolvido na Faculdade de Medicina de Dartmouth, nos Estados Unidos, e publicado nesta segunda-feira na revista Pediatrics.

Participaram da pesquisa 6.522 jovens entre 10 e 14 anos de idade. Durante dois anos, a cada oito meses, foram questionados sobre se fumavam e quais filmes dentre aqueles que tiveram as maiores bilheterias do ano anterior eles haviam assistido. A partir da lista de filmes, os autores quantificaram as cenas de fumo às quais os adolescentes haviam sido expostos.

De acordo com os resultados, os jovens que assistiram o maior número de cenas de fumo no período da pesquisa se tornaram 50% mais propensos a fumar do que aqueles que foram expostos a menos cenas. A influência foi a mesma tanto em relação a filmes com classificação R (classificação dos Estados Unidos que permite que um jovem de 17 anos ou menos assista a um filme somente na companhia de alguém maior do que 21 anos) quanto com classificação PG-13 (que diminuiu esse limite para 13 anos).

Fora de contexto — Os autores explicam que, em filmes de classificação PG-13, o cigarro não é associado a comportamentos sexuais ou violentos (como fumar após o sexo, por exemplo), como o fazem muitas vezes os filmes destinados ao público mais velho, mas sim a hábitos do cotidiano, como ler um livro ou estar junto aos amigos. Para os pesquisadores, esses resultados sugerem, portanto, que não é o contexto em que o cigarro é colocado no filme, mas sim a representação do fumo que influencia os jovens ao fumo.

De acordo com o estudo, aproximadamente 60% das cenas envolvendo cigarros que os jovens relataram ter assistido vieram de filmes com classificação PG-13.  A equipe estima que reduzir cenas de cigarro nesses filmes ajudaria a diminuir o tabagismo entre pessoas dessa faixa-etária em até 18%.

Álcool — A mesma equipe que realizou esse estudo já havia publicado uma outra pesquisa que olhou para a influência das cenas de consumo de álcool no cinema sobre o comportamento dos jovens. Esse trabalho, que foi divulgado no periódico British Medical Journal Open, concluiu que a exposição a essas cenas é o terceiro maior fator de risco para adolescentes começarem a beber, sendo responsável por 28% do início do consumo de álcool e 20% da mudança para o uso constante.


CONHEÇA A PESQUISA

Título original: Influence of Motion Picture Rating on Adolescent Response to Movie Smoking

Onde foi divulgada: revista Pediatrics

Quem fez: Mike Stoolmiller, Thomas Wills, Auden McClure Meg Gerrarde e James Sargent

Instituição: Faculdade de Medicina de Dartmouth, Estados Unidos

Dados de amostragem: 6.522 jovens de 10 a 14 anos

Resultado: Jovens que mais assistem a cenas de fumo no cinema, independentemente do restante do conteúdo do filme, podem apresentar até 50% mais chances de fumar. Diminuir essas cenas em filmes com classificação etária de 13 anos poderia diminuir em até 18% o tabagismo entre adolescentes.

Fonte: Revista Veja – 09/07/2012

Compartilhe por aí!
Use suas redes para contar o quanto o Band é legal!