Macarrão à Carbonara

Publicado em 09/03/13

Para os que viveram a útlima ditadura no Brasil, fiquem tranquilos. Este blog não está publicando receitas para denunciar a censura.  Para provar que a História está em tudo, o Gabriel de Almeida, da 3H1, resolveu investigar as relações entre o Macarrão à Carbonara e os Carbonários, famosos revolucionários italianos do século XIX. O texto é muito bom, mas o macarrão…

macarrao

“O processo de unificação da Itália ocorreu durante o século XIX. Durante esse período pode-se destacar a atuação clandestina dos Carbonários. Criada em 1810 por um grupo de napolitanos, constituído por maçons da pequena e média burguesia, a sociedade secreta se reunia em carvoarias (carbonaro em latim significa carvoeiro) em oposição ao domínio napoleônico na Península Itálica. Vale ressaltar que existia uma incoerência muito interessante, pois os Carbonários, ainda que inimigos da França, se inspiravam nos ideais da Revolução Francesa que levou Napoleão ao poder.

Embora a queda de Bonaparte representasse a libertação dos sete Estados italianos do controle francês, a unificação da Itália era cada vez mais improvável. A formação de um único Estado era inconveniente para o Império Austríaco que fortalecia sua influência na região e para a nobreza que acabara de retomar o governo de suas respectivas regiões graças ao Congresso de Viena. Porém, os carbonários mantiveram suas ações. Os “bons primos”, como eram conhecidos, possuíam uma visão extremamente romântica quanto à revolução que pretendiam realizar. Acreditavam que através de simples insurreições urbanas conseguiriam destruir os poder locais e, finalmente, fundar a Itália e posteriormente executar reformas políticas e sociais. Tolos primos. As revoltas foram violentamente reprimidas e o plano carbonário falhou. Anos depois, o projeto Ressurgimento para unificação italiana obteve sucesso e um único país foi formado.

Contudo, a sociedade carbonária deixou uma famosa receita culinária como herança: o macarrão à carbonara. Tal massa é extremamente saborosa e marcada pela facilidade e rapidez no preparo, sendo perfeita para as necessidades dos carbonários que precisavam ser ágeis e tinham poucos ingredientes disponíveis. Aqui vai a receita:

Ingredientes: 300g de pancetta (ou bacon); 1 dente de alho amassado; 1 colher (sopa) de azeite; 600g de spaghetti; 5 ovos; 5 colheres (sopa) de queijo parmesão ralado; 5 colheres (sopa) de queijo pecorino ralado; pimenta do reino e sal a gosto

Modo de Preparo: Corte a pancetta em pedacinhos bem pequenos. Em uma frigideira, coloque um pouco de azeite e o alho amassado. Junte a pancetta até ficar dourada e soltar a gordura. Quando o alho estiver dourado pode retirá-lo (serve para dar mais sabor). Em um recipiente, bata os ovos inteiros com os queijos ralados e moa a pimenta-do-reino por cima. Misture até que fique homogêneo. Misture o spaghetti cozido al dente à frigideira da pancetta (ainda no fogo) e depois coloque o ovo batido por cima.”

Mangia che te fa bene!

ANQUIER, Olivier – receita do espaguete à carbonara – http://gnt.globo.com/receitas/Espaguete-a-carbonara–veja-receita-autentica-de-Olivier-Anquier.shtml.

 

Compartilhe por aí!
Use suas redes para contar o quanto o Band é legal!