Comissão da Verdade. Quid est veritas?

Publicado em 27/03/12

Há muito tempo, o Ensino Médio de hoje era dividido em Clássico, Científico e Normal. O primeiro servia aos alunos interessados nas carreiras de Humanas. O segundo era o caminho para os alunos interessados em engenharia e medicina. O terceiro era para formar professores primários. Eu como aluno do curso Clássico tive entre outras disciplinas, Latim. Pouco me lembro dos meus estudos em Latim, a não ser algumas declinações, alguns textos e expressões como a que está no título deste post.  Quid est veritas? O que é a verdade? Tal expressão me ocorreu quando acompanhei pela imprensa os debates a respeito da Comissão da Verdade. Aprovada pelo Congresso e sancionada pela Presidência em novembro do ano passado, mas ainda sem sair do papel. O objetivo de sua criação foi o de investigar os atos contra os direitos humanos na época da ditadura militar (1964 – 1985). Como resultado, ao longo dessas últimas semanas uma série de vozes a favor e contra têm se manifestado. Civis e militares associados ao período da ditadura militar demonstraram seu descontentamento por tal Comissão. Por outro lado, a OAB (Ordem dos Advogados do Brasil)representando diversos setores da sociedade civil brasileira, argumenta que os sequestros de desaparecidos são crimes permanentes já que as vítimas nunca foram encontradas. Dessa forma, os responsáveis não podem ser beneficiados pela Lei de Anistia, que perdoou os crimes cometidos até 15 de agosto de 1979. Qual é a opinião de vocês, alunos do Band?

Quid est veritas?

Roberto Nasser

Compartilhe por aí!
Use suas redes para contar o quanto o Band é legal!

mais de Ciências Humanas