Após mais de 2 anos de planejamento feito por uma equipe de cerca de 30 professores, em 2016 o STEAM ganhou vida. Primeiro com uma vivência oferecida aos docentes antes de iniciar o ano letivo, e, em seguida, com as primeiras aulas das turmas de 1.a série.

steam3

A sigla, em inglês, são as iniciais de Science, Technology, Engineering, Arts e Maths – nos currículos norte-americanos simbolizam um trabalho integrador de disciplinas realizado em um laboratório criativo.

steam4

A vivência proposta durante a semana de planejamento reuniu cerca de 80 professores de todas as disciplinas, que puderam experimentar na prática como serão as aulas que compõem a nova matriz curricular das primeiras séries. Ao final da atividade, eles ainda ouviram sobre como o currículo irá se desenvolver e como será o processo de avaliação do aluno.

steam8

“Acho que foi a melhor maneira dos professores compreenderem o STEAM, o que a gente planejou e o que a gente vai fazer junto com os alunos”, disse Cristiana Assumpção, Coordenadora do STEAM “ Só vivendo a experiência para saber exatamente como funciona”, completou.

steam5

Os alunos também já tiveram a oportunidade de participar da primeira aula de STEAM. Divididos em grupos, eles foram desafiados a mover um bloquinho utilizando a maior quantidade dos materiais possíveis, sem tocar nele, assim como foi a proposta da vivência aos professores. Além disso, foram avaliadas criatividade e estética do projeto desenvolvido por cada equipe e a organização da bancada ao final da atividade.

steam6

“Foi muito gratificante ver que eles se envolveram e se divertiram com a aula. Deu muito certo”, concluiu Cristiana.